domingo, 18 de julho de 2010

TENDÊNCIAS ATUAIS NO ENSINO DA MATEMÁTICA

O mundo contemporâneo traz transformações profundas no setor educacional, uma vez que a educação fundamenta o sucesso de toda e qualquer mudança. Nesse sentido, o ensino da matemática busca oferecer subsídios teóricos metodológicos para viabilizar e superar as dificuldades encontradas.

Sob a luz das literaturas estudadas podemos dizer que a matemática ensinada nos cursos de formação de professores aponta para a necessidade de uma abordagem mais ampla focalizando as tendências metodológicas buscando compreender suas características, seus princípios pedagógicos e seu modo de abordagem dentro do processo de ensino-aprendizagem.

Para tanto, enfatiza a importância sobre o uso de materiais concretos e jogos, pois o ser humano é levado a todo o momento a jogar, resolver problemas nas mais diversas situações. Portanto, é nesse movimento cotidiano e por se sentir problematizado e desafiado a todo instante que ele produz conhecimento.

Logo, ao usar o lúdico como estratégia de ensino, contribui-se efetivamente para o desenvolvimento do pensamento analítico do aluno, bem como, sua participação ativa na aprendizagem possibilitando avançar na construção do conhecimento matemático e para uma aprendizagem significativa.

O ensino da matemática tem sido fomentado por vários estudiosos e as tendências apontam para a necessidade de valorizar a matemática dos diferentes grupos culturais. A Etinomatemática um termo que foi proposto em 1975 por Ubiratan D’Ambrósio para descrever as práticas matemáticas dos grupos culturais, sejam eles uma sociedade, uma comunidade, um grupo religioso ou uma classe profissional.

A Etinomatematica abre um leque de informações claras e evidentes para a educação, visto que cada sala de aula é uma micro-cultura: os aspectos sócio-cognitivos da matemática apresentados pelos alunos devem ser considerados.

Existem várias atividades pedagógicas envolvendo a etinomatemática que são: as explorações dos aspectos geométricos em atividades de tapeçaria, rendas e outras atividades artísticas.

A modelagem matemática também é outra forma cultural. Ela surge da necessidade do ser humano compreender os fenômenos que o cerca para interferir ou não em seu processo de construção. Os benefícios de se trabalhar com a modelagem matemática são diversos, tais como:

  • Motivação dos alunos e do próprio professor;

  •  Facilitação da aprendizagem. O conteúdo deixa de ser abstrato para ser concreto;

  • Preparação para futuros profissionais nas mais diversas áreas do conhecimento devido à interdisciplinaridade;

  • Desenvolvimento do raciocínio lógico e dedutivo em geral;

  • Desenvolvimento do aluno como cidadão crítico e transformador de sua realidade;

  • Compreensão do papel sócio-cultural da matemática.

Dentro do que foi descrito acima, a modelagem matemática tem sido utilizada como forma de acabar com a dicotomia existente entre matemática escolar e formal e sua utilidade na vida real.

Das tendências atuais é de primordial importância falar da Resolução de Problemas. Ensinar matemática através da resolução de problemas é vista como uma tendência metodológica que tem como objetivo motivar, estimular e atrair o aluno.

Portanto, a matemática deve ser incorporada a essa realidade social oferecendo oportunidades e condições concretas para a formação de um aluno competente, criativo e solidário. Existem outras tendências matemáticas, como a inserção das Tic’s (tecnologias de informação) que abordaremos na próxima postagem. Abraços.

REFERÊNCIAS

A Modelagem Matemática. Disponível em: http://www.pedagogia.com.br/artigos/modelagem/137.jpg. Acesso em 18/07/2010.
O Medo da Matemática. Disponivel em: http://coralx.ufsm.br/revce/revce/2001/02/images/img_a8_1.gif. Acesso em 18/07/2010.
OBSERVEM ESTA IMAGEM E CURTAM O HUMOR DE DEUS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário